Concerto para violino

O Concerto para violino tem suas origens nas Sonatas da época renascentista, obras “concertantes”, ou seja: que promovem um “diálogo”, uma “conversa” entre os instrumentos. Essas Sonatas ― obras para fazer soar, diferente das Cantatas, para cantar ― podiam ser “da Chiesa” (da Igreja) ou “da Camara” (se tocadas no ambiente do palácio) e foram, experimentalmente, uma das primeiras manifestações de música instrumental tocada em conjunto, sem a voz (isso numa época ainda dominada pelos corais religiosos).

O primeiro tipo de Concerto que apareceu foi o chamado “Concerto Grosso” (Grande Concerto). Isso por volta de 1690, 1700. Nesse tempo, o conjunto musical em voga compreendia basicamente o efetivo das cordas: alguns violinos, violas, um ou dois violoncelos e (às vezes) um contra-baixo. Poderia-se achar junto a eles um cravo. Claro que sendo o violino o mais brilhante do conjunto, eram entregues ao violino principal, aquele empunhado pelo líder dos músicos (muitas vezes o próprio compositor da Corte), as passagens mais complexas e interessantes.

Foi no Barroco tardio, com compositores como Bach e Vivaldi, que começou-se a centrar somente no líder a melodia principal, a assim nascem o Concertos para violino, praticamente os primeiros Concertos-solo. Sua estrutura, desde o início, foi aquela em 3 movimentos, alternando-se os 2 rápidos com um movimento lento, perpetuando-se a tradicional estrutura de quase todos os concertos, sejam para quais instrumentos solistas forem: vivo-lento-vivo.

© RAFAEL FONSECA
 
(1711) VIVALDI Concerto para 2 violinos RV 522
(1723) VIVALDI Concertos d'As Quatro Estações
(1740) TARTINI Concerto para violino, em versão para trompete
(1775) MOZART Concerto para violino n. 3
(1806) BEETHOVEN Concerto para violino
(1826) PAGANINI Concerto para violino n. 2 "La Campanella"
(1844) MENDELSSOHN Concerto para violino n. 2
(1866) BRUCH Concerto para violino n. 1
(1878) BRAHMS Concerto para violino
(1878) TCHAIKOWSKY Concerto para violino
(1908) BARTÓK Concerto para violino n. 1

(1935) PROKOFIEV Concerto para violino n. 2
(1948) SHOSTAKOVICH Concerto para violino n. 1

(2012) MAX RICHTER "Vivaldi Recomposto"